Como a tecnologia pode ajudar na comunicação entre médico e paciente?

Qualquer pessoa quando procura o atendimento médico busca ser atendida de forma satisfatória e ter seus problemas resolvidos.

Qualquer pessoa quando procura o atendimento médico busca ser atendida de forma satisfatória e ter seus problemas resolvidos. Entretanto, nem sempre esse desejo é alcançado, e a raiz deste problema pode estar nas dificuldades de comunicação entre médico e paciente. Trata-se de uma relação historicamente assimétrica, o que, consequentemente, faz com que a troca de informações seja problemática e ineficiente.

A vulnerabilidade do paciente, quando em tratamento, faz com que ele sinta uma necessidade muito grande de atenção. Por outro lado, os médicos nem sempre conseguem atender a essa demanda, devido ao grande número de pacientes ou à falta de canais que garantem uma comunicação efetiva. Com a troca de informações comprometida, aumenta-se o risco de erros no diagnóstico, o que gera problemas para a atuação do médico.

Segundo o médico Alexandre Veloso, as dificuldades de comunicação provocam um prejuízo ainda maior para o paciente que vê suas inseguranças sendo potencializadas, justamente por não conseguir estabelecer um contato direto e constante com quem o trata. “O médico, normalmente, é demandado pelo paciente. Então, ele acaba não sendo muito ativo no processo de comunicação. Na perspectiva do paciente, ele tem uma certa dificuldade de acessar o médico. Na maioria das vezes, a única forma de acesso é por meio do telefone ou pessoalmente, e isso nem sempre é eficaz“, explica.

Tecnologias a serviço do médico e do paciente

Com o surgimento de aplicativos de mensagens, esse problema diminuiu, mas não foi completamente solucionado. “Os aplicativos de mensagem encurtam as distâncias, mas nem sempre resolvem o problema. Temos que responder muita gente e as informações podem ficar desencontradas também”, relata o médico.

O caminho para solucionar esse problema está, portanto, no investimento em tecnologias que consigam potencializar o diálogo e, ao mesmo tempo, garantir que as informações trocadas estejam corretas. Para o médico Alexandre Veloso, os aplicativos e plataformas que atuam nessa seara são a melhor forma de registrar informações passadas pelos pacientes, de atender às demandas e, ainda, passar confiança àqueles que os procuram.

“A solução está na tecnologia mobile. Precisamos de um aplicativo que permita uma conexão de dados em tempo real e que esteja atrelado à plataforma do prontuário do paciente, por exemplo. Isso dará agilidade e eficácia maior para o atendimento médico, e a comunicação com o paciente será mais leve e natural. Já passei por situações em que um aplicativo ideal pudesse ter resolvido o problema que existia naquela ocasião. Não dá mais para imaginar o mundo sem esse tipo de tecnologia, sem esse tipo de comunicação“, reflete o médico.

É por meio da compreensão desses problemas que a MedYes trabalha para desenvolver plataformas que funcionam como solução para o atendimento médico e atenção ao paciente. Com o uso correto da tecnologia, foi possível criar softwares médicos que apresentam uma série de benefícios em relação aos modelos de comunicação, registro e trocas de informações que existem hoje no mercado.

E para você? Qual é a melhor forma de usar e garantir uma comunicação eficiente entre médico e paciente? Comente aqui e aproveite também para conhecer as soluções fornecidas pela MedYes.